DIDA SAMPAIO/ESTADÃO
DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

Bolsonaro volta a Brasília até sexta e deve tomar 'decisões finais' sobre Previdência, diz Onyx

Segundo o ministro-chefe da Casa Civil, definição da proposta da Previdência precede uma eventual negociação fiscal como contrapartida entre os governos federal e estaduais

Reuters

11 Fevereiro 2019 | 14h00

BRASÍLIA - O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou na manhã desta segunda-feira, 11, que acredita que o presidente Jair Bolsonaro estará de volta a Brasília até sexta-feira e deve tomar as “decisões finais” a respeito da proposta de reforma da Previdência do governo que será encaminhada posteriormente ao Congresso.

Onyx disse que a definição da proposta da Previdência precede uma eventual negociação fiscal como contrapartida entre os governos federal e estaduais para que governadores cobrem de suas bancadas regionais a aprovação da reforma.

Bolsonaro está internado desde 27 de janeiro, véspera da cirurgia para retirada de uma bolsa de colostomia, a terceira que fez na recuperação após o atentado à faca que sofreu durante a campanha presidencial.

“Graças a Deus (Bolsonaro) está se recuperando muito bem. A gente acredita que quinta, sexta-feira ele deve estar de volta a Brasília e deve tomar as decisões finais (sobre Previdência)”, disse.

“As equipes do ministro (da Economia) Paulo Guedes continuam trabalhando na formulação final. Então, antes de pensar nessa questão que envolve os Estados, nós temos que definir qual é a proposta final que o presidente vai autorizar na Câmara e no Senado”, completou Onyx, em entrevista na saída de reunião que teve com o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.