Bom motorista poderá ter seguro mais barato

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) resolveu identificar os motoristas que não provocaram acidentes ou que não tenham qualquer tipo de infração de trânsito nos últimos três anos com uma tarja dourada estampada na carteira de habilitação. A idéia já provocou uma reação no setor de seguros de automóveis. Algumas seguradoras já estão estudando a possibilidade de desconto ou reduções nos valores do seguros para os motoristas que possuírem este selo.O diretor-executivo da AGF, Marcelo Goldman, disse que a empresa vai esperar a introdução da tarja dourada para estudar o impacto da nova idéia no mercado e no preço do seguro. "Não sabemos de quanto poderá ser o desconto para estes motoristas, mas vamos analisar o impacto da notícia no mercado e calcular novos pacotes de seguro", explica. Porém, Goldman acredita que o desconto não será tão grande, já que o bom motorista diminui o risco de perdas parciais e acidentes, mas não diminui o risco em casos de roubo e furto. Goldman aposta que a credibilidade do novo sistema será a principal condição para um redução nos preços dos seguros. "Se o sistema da tarja dourada ganhar confiança no mercado de seguros, em breve estaremos lançando novos pacotes com preços promocionais para os bons motoristas", afirma.O gerente-executivo de seguros de automóveis da Itaú Seguros, Fernando Reinhard, disse que a seguradora está analisando alguma forma de beneficiar os bons motoristas. "Os bons motoristas poderão ter desconto em breve. Porém, os maus motoristas poderão ter de pagar mais", explica. Ele disse que a Itaú Seguros ainda não definiu uma política de preços voltada aos segurados que serão premiados com tarja dourada. "Primeiro vamos avaliar a credibilidade desta nova idéia do Denatran para depois traçar uma estratégia de preços", ressaltou.Fenaseg: tarja servirá para definir novo perfil de motoristasO presidente da comissão de automóveis da Federação Nacional de Seguros (Fenaseg), Renato Pitta, acredita que a tarja dourada servirá como mais um instrumento na hora de definir um novo perfil de cliente. "Será um elemento importante para análise de risco de perda parcial e pode significar preços mais baixos", avalia. Ele disse que a queda de preços dependerá da reação das seguradoras ao novo sistema do Denatran. "As seguradoras já oferecem prêmios e bonificações para motoristas cautelosos. É preciso estudar melhor a decisão do Denatran", explica.O vice-presidente de automóveis da Sul América Seguros, Júlio Avelar, disse que a tarja dourada deverá realmente significar preços mais baixos. "A Sul América sempre procura premiar o bom motorista e se a tarja dourada for bem aceita no mercado, será um instrumento para a redução dos preços", avalia. Júlio Avelar, que também é vice-presidente da Fenaseg, declarou que a Sul América também vai realizar estudos sobre o impacto da medida no mercado. Ampliação da validade da carteira do bom motoristaA proposta da tarja dourada foi aprovada em reunião do Comitê Executivo do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) no dia 21 de dezembro do ano passado e deverá ser homologada no próximo dia 06 de fevereiro. Depois de homologado, o projeto deve ser publicado no Diário Oficial da União e passará a vigorar como resolução do Contran. Além dos possíveis descontos nos seguros, o bom motorista pode ganhar outro prêmio. Em dezembro, o diretor-geral do Denatran, Délio Cardoso, enviou ao Congresso Nacional um projeto de lei que pede a ampliação de um ano no prazo de validade das carteiras de habilitação dos motoristas com tarja dourada. "É uma forma de incentivar e premiar o bom motorista" avalia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.