Bombril é investigada por suspeita de evasão

O Banco Central confirmou hoje, por intermédio de sua assessoria de imprensa, que investigou a empresa Bombril e que encontrou indícios de evasão de divisas. Em nenhum momento o BC usou a expressão "lavagem de dinheiro". De acordo com a informação do BC, encontrados os indícios, todo o levantamento foi enviado para o Ministério Público, ao qual agora cabe fazer o restante das investigações.Segundo denúncia publicada neste fim de semana pelasrevistas Época e Veja, a suspeita é de que a Bombriltenha enviado US$ 1,3 bilhão para o exterior, entre 1996 efevereiro de 2001, de forma irregular.A denúncia provocou reação no relator do projeto da novaLei de Contabilidade para o País, deputado Emerson Kapaz(PPS-SP), que vai se encontrar com o novo presidente da Comissãode Valores Mobiliários (CVM), Luiz Leonardo Cantidiano, paraacertar os problemas no projeto e começar sua votação na Câmara."Não podemos ficar sujeitos à descoberta de fraudes em balanços que começam a chegar por aqui", afirmou Kapaz.O deputado salientou que "a transparência nosbalanços" precisa ser total, para defender os interesses dosacionistas. "A Bombril era uma sociedade anônima com capitalaberto na Bolsa, que agora fechou o capital. E os seusacionistas, sabiam do envio dos recursos? Isso precisa serinvestigado profundamente." De acordo com o deputado, empresasque realizaram negociações com a Bombril também deveriam seralvo de investigações.O encontro entre Kapaz e Cantidiano deverá ocorrer nofim deste mês. "Eu conversei com o novo presidente da CVM esenti que ele está interessado em aparar as arestas quedificultam a aprovação da nova Lei de Contabilidade", afirmou.

Agencia Estado,

21 de julho de 2002 | 17h53

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.