Bompreço amplia linha de produtos próprios

A rede Bompreço Supermercados do Nordeste vai ampliar sua linha de produtos próprios de 454 para mais de mil itens, fornecidos por empresas brasileiras e do exterior. Segundo o gerente da divisão de marketing da empresa, Marco Aurélio de Moraes Teixeira, a preferência será por produtos nacionais, mas a empresa, que já conta com fornecedores do mercado externo, está selecionando companhias internacionais para a compra de produtos.Atualmente, dentre os produtos importados comercializados pelo Bompreço estão azeite português, frutas secas chilenas e argentinas, além de óleo de granola, também da Argentina. De acordo com Teixeira, a participação das mercadorias próprias no faturamento da empresa é de 3%. Para 2001, a estimativa é que o Bompreço fature mais de 4,5% em marcas próprias.Teixeira acrescenta que o consumidor tem um certo preconceito em adquirir uma mercadoria de marca própria. "Muitos pensam que esses produtos têm qualidade inferior ao de um item convencional. Isso precisa mudar e a indústria tem de investir mais em qualidade e design", comenta. As marcas próprias, segundo Teixeira, são 15% mais baratas em relação ao preço dos produtos convencionais. Por que as marcas próprias são mais baratas?De acordo com Fábio Pando, diretor de marcas próprias e importação do grupo Pão de Açúcar, os produtos que levam a assinatura do próprio supermercado são mais baratos porque os gastos no processo de comercialização são menores. "Esses produtos possuem preços até 40% abaixo dos produtos com marcas conhecidas porque os fornecedores não precisam investir em distribuição, vendas e marketing."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.