Bons resultados na indústria paulista

Em abril, o Indicador do Nível de Atividade (INA) da indústria de transformação de São Paulo, divulgado pela Federação da Indústrias do Estado de São Paulo ( Fiesp ), registrou uma elevação de 6% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo apurou a jornalista Márcia Furlan. Na comparação com março, o aumento foi de 0,4%.Na opinião da economista Maristela Ansanelli, do ABN Amro/Real, os números são expressivos porque foram comparados com bases fracas de crescimento. "Em 98 e 99, não existiam resultados que indicassem recuperação da economia", explica. No ano passado, o PIB industrial - que leva em conta apenas o resultado do setor industrial - registrou queda de 1,7%. Em 98, baixa de 1,3%. Para esse ano, a expectativa da economista do ABN é que o País registre um crescimento de 4,5% no PIB industrial. . Maristela destaca que o crescimento no nível da atividade da indústria não é sinal de que a inflação fique pressionada nos próximos meses. Isso porque a capacidade produtiva da indústria estava deprimida e o resultado é apenas uma recuperação do período.A Fiesp também verificou crescimento nas vendas da indústria paulista. Na comparação com abril de 99, o aumento foi de 10,7%. Em relação ao mês passado, 1,5%. Pequeno crescimento na massa salarial e número de ocupados O crescimento não foi tão expressivo na análise sobre o total de pessoal ocupado na indústria de transformação paulista. Na comparação com 1999, o crescimento foi de 0,7% em abril. Em relação a março deste ano, a elevação foi de 0,26%.Em relação à massa de salários reais, o aumento foi de 3,8% na comparação com o ano passado e 1,3% em relação a março. Na avaliação da Fiesp, o resultado referente à massa salarial mostra sinal consistente de recuperação desde fevereiro, após vários meses consecutivos de queda. O salário real médio teve elevação de 3% na comparação com abril de 1999.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.