Bônus para quem gasta acima de 225 kWh

O presidente da Câmara de Gestão da Crise de Energia Elétrica (GCE), ministro Pedro Parente, admitiu que o governo federal poderá pagar bônus para os consumidores que tinham metas de gastos mensais de eletricidade superiores a 225 kWh. No entanto, Parente enfatizou que estão assegurados recursos para premiar aqueles clientes que reduziram os gastos para a faixa de até 100 kWh, sendo que neste caso o bônus será de R$ 2 para cada R$ 1 economizado. Já para quem tem meta mensal de gasto estabelecida entre 101 kWh e 225 kWh, o bônus será equivalente a R$ 1 para cada R$ 1 economizado. O anúncio do bônus foi feito pelo presidente Fernando Henrique Cardoso, no último sábado, em cadeia nacional de emissoras de rádio e televisão. O pagamento deste prêmio ao conjunto de consumidores que reduziram os gastos de energia dependerá, segundo técnicos da GCE, do resultado financeiro das multas.Regras do bônusAs residências com consumo de até 100 kWh têm direito a bônus na proporção de R$ 2 para cada R$ 1 de economia. No entanto, este acerto não resultará em reembolso maior do que o valor da conta do mês. Se o bônus representar um montante superior ao estabelecido na fatura, a conta será zero, não ficando resíduo para o mês seguinte. A conta é diferente para aqueles consumidores que tinham meta de consumo entre 101 kWh e 225 kWh: R$ 1 para cada R$ 1 economizado. O cálculo deve ser procedido da seguinte maneira: se o cliente tem meta de consumo fixada em 225 kWh e gastou 200 kWh, o prêmio será com base nos 25 kWh que representa a diferença entre a meta e aquilo que foi efetivamente gasto. Porém, quem tinha uma meta de 230 kWh e ficou nos 225 kWh não terá direito ao bônus nesta fase do programa. Segundo técnicos da GCE, alguns distribuidoras já estão pagando bônus aos clientes situados numa faixa de gastos acima de 225 kWh.

Agencia Estado,

03 de setembro de 2001 | 20h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.