Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Bovespa: 2 companhias devem aderir a Nível 1

O superintendente geral da Bovespa, Gilberto Mifano, afirmou ontem que duas companhias vão aderir ao Nível 1 de governança corporativa da bolsa esse mês. Ele se recusou, no entanto, a divulgar os nomes das empresas que estão entrando nessa seção da Bolsa. Em palestra durante o congresso do IBGC, ele afirmou que melhores práticas de transparência por parte das empresas "fazem a diferença entre viabilizar ou não uma colocação de ações no mercado".Segundo ele, a governança corporativa se reflete diretamente no interesse dos investidores e das próprias companhias pelo mercado de capitais, além de ditar o grau de desenvolvimento que esse segmento pode alcançar no Brasil. "A ausência de governança pode levar a fins trágicos de empresas, como os da Enron e da Worldcom. A questão deve ser vista como uma das prioridades de empresas e investidores."Mifano também defendeu a popularização do mercado de capitais. "Trata-se de uma maneira de canalizar a poupança da população e democratizar o mercado, além de ser importante para a dispersão do capital e para o aumento da liquidez dos papéis negociados." Segundo ele, o aumento da responsabilidade das companhias em relação aos seus investidores é crucial para diminuir os riscos dos investimentos nas próprias empresas.Entre as medidas da Bolsa para elevar a governança corporativa no Brasil, Mifano citou a participação no Plano Diretor do Mercado de Capitais e o projeto Bovespa Vai até Você. Com essa iniciativa, já foram criados 8 clubes de investimento formados basicamente por novos acionistas, afirmou.Ele destacou ainda que o Índice de Governança Corporativa (IGC), criado em 26 de junho de 2001, caiu 4,5% desde seu início. "A performance é bem melhor que a do próprio Ibovespa, que recuou 30% no mesmo período."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.