Bovespa: a maior alta do ano chega a 2585%

Pesquisa realizada pela Economática com as 368 ações da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) registrou a Eberle PN como a maior alta do ano. O acumulado dos papéis até o último dia 27 atingiu uma valorização de 2.585%.A SPSCS Industrial (antiga Brasinca) aparece em segundo lugar na pesquisa. As ações PN da companhia, com retorno de 766%, começaram a ser negociadas na Bolsa paulista no início do ano. A Zivi Cutelaria, outra empresa do Grupo Eberle-Mundial, fechou 2000 na terceira colocação. Os papéis PN da companhia tiveram um valorização de 650%. O Refis, no entanto, ainda não gerou mudanças expressivas no resultado, que estava com patrimônio negativo em R$ 34,278 milhões em 30 de setembro. Na quarta colocação aparece a Rimet (antiga Rheem), que negocia uma associação com a Olvebra e a Metalúrgica Matarazzo. A alta acumulada no ano ficou em 614,3%, mas o histórico revela que os papéis chegaram a subir 427,52% em um único dia. A variação ocorreu no dia 13 de julho e envolveu um lote correspondente a 10,34% do capital total da empresa. As demais valorizações no ano, em ordem crescente até a décima colocação, foram: EDN PNA (398,8%), Petropar PN (270,9%), Tele Centro Oeste Celular ON (242,1%), Cachoeira Dourada PN (202,2%), DHB PN (200%) e Nordon Metalúrgica ON (197%). Veja em matéria a seguir as maiores baixas do ano na Bovespa.

Agencia Estado,

29 de dezembro de 2000 | 18h16

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.