Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Bovespa abre em alta após decisão do banco central dos EUA

Se, na véspera, poucos papéis subiam,nesta sexta-feira, poucos caíam. O mercado voltou às comprascom tudo depois que o Federal Reserve reduziu a taxa deredesconto, melhorando o humor do mercado no mundo inteiro. O risco-país caía 23 pontos-básicos depois da notícia, para206 pontos, indicando redução da aversão ao risco. Às 10h27 o Ibovespa avançava 2,31 por cento, para 49.125pontos, após seis dias seguidos de baixa, com queda acumuladade 13 por cento no período. Na máxima do dia, chegou a subir3,3 por cento. O volume financeiro era de 438 milhões de reais e, dos 59papéis do Ibovespa, apenas três caíam. "Em função das recentes quedas das ações sem alterações nosfundamentos das companhias, várias opções de investimentotornaram-se atraentes novamente", escreveu a corretora Fator emrelatório, elevando a recomendação de nove papéis e reforçandoa recomendação de compra de outros 17. O Federal Reserve reduziu nesta sexta-feira sua taxa deredesconto em 0,50 ponto percentual, para 5,75 por cento, em ummovimento inesperado para acalmar investidores em meio àstensões globais com as condições nos mercados de crédito. A taxa de redesconto determina o juro cobrado pelo bancocentral nos empréstimos a bancos comerciais.

JULIANA SIQUEIRA, REUTERS

18 de agosto de 2007 | 00h07

Tudo o que sabemos sobre:
NEGOCIOSBOVESPAMANHA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.