Bovespa abre em forte alta com Petrobras, mas desacelera

Anúncio de nova descoberta da estatal ajuda Bolsa de São Paulo a se manter no terreno positivo

Sueli Campo, da Agência Estado,

30 de maio de 2008 | 11h48

A Bolsa de Valores de São Paulo abriu em forte alta nesta sexta-feira, 30, puxada pela forte alta das ações da Petrobras. O índice Bovespa ganhava 1,48% às 10h08, logo após a abertura, para depois desacelerar para alta de 0,41% às 11h53. Veja também:Petrobras anuncia descoberta de óleo leve na Bacia de SantosPaís pode ter o terceiro maior campo de petróleoPreço do petróleo em altaVeja a história e os números da Petrobras A estatal tem tudo para roubar a cena na abertura dos negócios nesta sexta. O anúncio sobre uma nova descoberta de petróleo de boa qualidade em águas rasas, na Bacia de Santos, feito na quinta à noite, deve pegar muitos investidores "vendidos" no papel (que apostavam na baixa), que na quinta caiu mais de 4% na esteira de mais um dia de recuo nos preços internacionais da commodity, ajudando a puxar para baixo o Ibovespa. Nesta sexta, além desse novo anúncio de Petrobras, o petróleo está em recuperação no exterior - era negociado no nível de US$ 127 o barril em Nova York -, o que deve favorecer as compras de ações da estatal petrolífera. Por volta das 11h30, as ações preferenciais (PN) subiam 1,27% e as ordinárias (ON),0,67%. A Petrobras não revelou o volume de reservas, mas o fato de estar em local de mais fácil acesso e de ser de boa qualidade deve ser motivo de comemoração pelos investidores. Segundo a empresa, o óleo encontrado no local possui 36 graus API, sigla que identifica a classificação da qualidade do óleo - quanto mais próximo de 50, maior o valor do óleo. No Brasil, a média durante anos foi de um óleo pesado, entre 18 e 20 graus API. Na área pré-sal, o óleo tem em torno de 28 graus. Desta vez, a descoberta foi feita em águas rasas e acima da camada de sal, no bloco BM-S-40. Acompanhando a recuperação nos preços do petróleo e a desaceleração do dólar em relação ao euro, os preços dos metais também mostram trajetória ascendente. A notícia pode ajudar as ações da Vale, que na quinta também fecharam em queda superior a 4%, e das siderúrgicas, que tiveram igualmente um dia ruim. Com as commodities ajudando, a Bovespa pode encontrar nesta sexta espaço para festejar o grau de investimento concedido pela agência de classificação de risco de crédito Fitch. Largamente antecipado pelo mercado, esse segundo "upgrade" do Brasil não foi comemorado pela Bolsa, que fechou na quinta em baixa de 1,85%, aos 71.797 pontos, depois de ter subido brevemente logo após a melhora da nota. "Esse upgrade veio num momento ingrato, pegou o mercado de ações na contramão, com ordens pesadas de vendas de papéis ligados ao petróleo e metais", disse uma fonte. As ações de Comgás devem reagir à notícia de que a empresa aumentará preço do gás a partir deste sábado. O reajuste médio será de 16% para residências, 30% para indústrias e 40,82% para gás natural veicular (GNV).

Tudo o que sabemos sobre:
BovespaPetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.