finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Bovespa abre em queda de 1,4%, afetada por temor com EUA

Anúncio, na sexta, de perdas relacionadas ao setor de hipotecas norte-americano afeta mercados

12 de novembro de 2007 | 11h50

A Bolsa de Valores de São Paulo abriu em queda nesta segunda-feira, 12, afetada por novos temores com o mercado de crédito nos Estados Unidos. Às 11h34, o principal índice da Bolsa caía 1,38%, aos 63.434 pontos.   No mercado de câmbio, o dólar seguia o clima negativo nos mercados e operava em alta. No mesmo horário, a moeda norte-americana subia 1,03%, cotada a R$ 1,764.   As novas preocupações dos investidores com crédito estão relacionadas ao setor de hipotecas de alto risco dos Estados Unidos. Na sexta-feira, o Wachovia, quarto maior banco dos EUA, divulgou perda potencial de US$ 1,7 bilhão com dívidas vinculadas a hipotecas de risco.   Na sexta-feira, o índice Bovespa havia fechado em alta de 1,19%, na contramão das Bolsas em Nova York, influenciado, mais uma vez, pela valorização das ações da Petrobras que continuaram precificando o anúncio da descoberta do megacampo petrolífero de Tupi, na Bacia de Santos, feito na manhã de quinta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespadólar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.