Bovespa abre fraca e vai monitorar fatos domésticos

A Bovespa abriu os negócios mais enfraquecida, em alta de 0,16%, concentrada em fatos domésticos. Não há nenhum indicador americano para ser divulgado hoje. O mercado acionário vai continuar atento ao comportamento do dólar que ontem fechou em baixa, depois de o BC e do Tesouro terem estabelecido um teto de compra no valor de US$ 1,2 bi até o fim do ano. A avaliação do mercado é que se a moeda permanecer em baixa, abre espaço para o Copom cortar a taxa Selic na reunião da próxima quarta-feira, dia 14. A notícia de que a belga Tractebel prepara o fechamento branco de capital da sua controlada, a Gerasul, pode mexer com os papéis no pregão de hoje. Ontem, as ações ON da Gerasul subiram mais de 10%. Outro papel que será monitorado com mais atenção é o da Embraer. Há informações de que a Previ vai vender cerca de R$ 400 mi em ações da empresa brasileira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.