Bovespa cai 1,77% e perda no ano já acumula 15,89%

A Bovespa seguiu o sinal vermelho das bolsas americanas e europeias e engatou seu terceiro pregão consecutivo em baixa, perdendo novamente o nível de 59 mil pontos e registrando o pior patamar de 2011. As ações da BM&FBovespa foram um dos principais destaques negativos, reagindo às medidas voltadas ao câmbio e derivativos anunciadas ontem pelo governo.

, O Estado de S.Paulo

28 de julho de 2011 | 00h00

O Ibovespa terminou o dia em baixa de 1,77%, com 58.288,46 pontos, menor nível desde 20 de maio do ano passado. Nos últimos três dias no vermelho, perdeu 3,29%. Em 2011, a Bolsa já recuou 15,89%. O giro financeiro totalizou R$ 6,5 bilhões.

O mercado continuou reagindo em baixa à indefinição nos EUA e repercutiu negativamente indicadores fracos, o novo rebaixamento da Grécia e declarações do ministro das Finanças alemão.

Em Wall Street, o Dow Jones recuou 1,59%, o S&P caiu 2,03% e o Nasdaq terminou com desvalorização de 2,65%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.