Bovespa cai 3% e perde patamar dos 60 mil pontos

A Bolsa de Valores de São Paulofechou em forte queda nesta segunda-feira e perdeu o patamardos 60 mil pontos, acompanhando de perto o fraco desempenho domercado acionário dos Estados Unidos. O Ibovespa, principal indicador da bolsa paulista, terminoua sessão encostado na mínima do dia, com baixa de 3,12 porcento, aos 59.069 pontos, patamar mais baixo desde 25 desetembro. Mais preocupações sobre a crise de crédito que teve origemem problemas no setor imobiliário dos EUA atormentaraminvestidores, motivando queda de ações de bancos em WallStreet. "Novamente, são incertezas em decorrência do subprime(hipoteca de alto risco), o medo de que possa haver umarecessão na economia norte-americana. Isso faz com que oinvestidor tire suas posições daqui (bolsa de valores) eaplique em investimentos de menor risco, como os títulos doTesouro norte-americano", afirmou o economista-chefe doSulAmérica Investimentos, Newton Rosa. Na bolsa de valores de Nova York, os papéis do Citigrouprecuaram para menos de 30 dólares pela primeira vez desdeoutubro de 2002, diante do medo de novas baixas contábeis pelomaior banco dos EUA relacionadas a ativos no setor imobiliário. No mercado brasileiro, o movimento de venda de açõespredominou na última meia hora do pregão, que havia passado boaparte do dia com desvalorização inferior a 1 por cento. O volume financeiro na Bovespa foi de 5,1 bilhões de reais. Até mesmo as blue chips Petrobras e Companhia Vale do RioDoce, que durante a maior parte do dia subiram e ajudaram aamortecer a queda do Ibovespa, exibiram queda no final: aspreferenciais da petrolífera perderam 2,12 por cento e damineradora, 2,83 por cento. Em Wall Street, os índices Dow Jones, Nasdaq e Standard &Poor's 500 cediam entre 1 e quase 2 por cento perto dofechamento. "Esta será uma semana importante. Nos EUA, haverá uma sériede dados ao longo da semana que indicarão a saúde da economianorte-americana e futuras medidas que podem vir a ocorrer. Peloque percebo, o mercado já trabalha com um corte de 0,25 pontopercentual na próxima reunião do Federal Reserve", disse Rosa,da SulAmérica Investimentos. A próxima reunião do Fed está agendada para 11 de dezembro.No final desta tarde, o mercado futuro de Wall Street embutiachance de 20 por cento de uma redução de 0,50 ponto percentual. (Reportagem de Rodolfo Barbosa; texto de Cesar Bianconi;Edição de Daniela Machado)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.