Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bovespa cai com ceticismo global

Investidor assume posições defensivas após dados da China e Japão gerarem dúvida sobre recuperação econômica

Claudia Violante, Silvana Rocha e Denise Abarca, O Estadao de S.Paulo

18 de agosto de 2009 | 00h00

A aversão ao risco entre investidores fez as Bolsas passarem por forte ajuste de baixa, em meio à percepção de que a economia global vai demorar mais do que o previsto para se recuperar da crise. Isso significou também a queda dos juros dos títulos do Tesouro norte-americano, bem como das commodities, comportamento que pesou principalmente sobre ações da Vale e de siderúrgicas no mercado doméstico. Estes papéis foram influenciados pelo noticiário vindo da Ásia, que fez com que as commodities recuassem. Os investidores não gostaram do dado que mostrou queda de 35,7% nos investimentos estrangeiros diretos na China. No Japão, o crescimento de 0,9% do produto interno bruto no 2º trimestre ante o 1º trimestre ficou abaixo do esperado, apesar de mostrar expansão e o fim da recessão no país. Acompanhando o tombo das Bolsas internacionais, a Bovespa caiu 2,51%, aos 55.218,37 pontos. O dólar no mercado local seguiu o ajuste de alta da moeda no exterior, mas os ganhos desaceleraram à tarde em meio a ofertas de investidores estrangeiros e locais e de exportadores. O dólar subiu 0,81%, a R$ 1,868 no balcão. O juro de janeiro de 2011 caiu mais, para 9,57%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.