Bovespa cai com recuo da Nasdaq

O mercado financeiro brasileiro foi fortemente influenciado durante a manhã pelo resultado negativo da Nasdaq - bolsa norte-americana que negocia papéis do setor de tecnologia. O baixo desempenho deveu-se, principalmente, à queda das ações da Intel - líder mundial em chips para computador. A companhia anunciou que prevê um recuo em suas receitas no terceiro trimestre. A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) chegou a cair 2,73% na mínima do dia, refletindo o forte declínio da bolsa eletrônica americana. A Nasdaq caiu mais de 5% na abertura hoje. As ações da Intel entraram no período da tarde com queda de 20%. Na mínima, chegaram a cair 25%, o que equivale a uma perda de quase US$ 100 bilhões no valor de mercado da empresa. Há pouco, a Bovespa operava em queda de 1,68%% e a Nasdaq estava em baixa de 2,79%. O dólar comercial está cotado a R$ 1,8550 na ponta de venda dos negócios - estável em relação aos últimos negócios de ontem. Os contratos de juros de DI a termo - que indicam a taxa prefixada para títulos com período de um ano - pagam juros de 17,310%, frente a 17,250 % ao ano registrados ontem. De acordo com os analistas, o anúncio da Intel foi mal recebido pelos investidores pois indica uma tendência negativa para as empresas norte-americanas. Isso porque, com a queda das cotações do euro, as exportações dessas empresas podem ficar comprometidas, já que a Europa é o principal mercado importador dos produtos norte-americanos. Além disso, a Intel faz parte do segmento de tecnologia, que constantemente apresenta oscilações no preço dos papéis. Trata-se de um segmento novo e o mercado ainda tenta acertar o preço justo das ações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.