Bovespa cai mais de 3% com retomada de estresse global

Após um dia positivo na Bolsa deValores de São Paulo, o medo de uma recessão nos Estados Unidosvoltava a ditar o rumo dos negócios e o principal indicador domercado caía mais de 3,5 por cento. Às 12h14, o Ibovespa recuava 3,57 por cento, aos 54.096pontos. Na mínima da manhã, o índice perdeu 3,8 por cento. Asblue chips Petrobras e Vale --as mais negociadas-- cediam 2,8por cento e 3,4 por cento, respectivamente. A semana tem sido de sobe-e-desce nos mercados financeirosglobais. Na segunda-feira, o Ibovespa amargou queda de 6,6 porcento. Na terça, houve valorização de 4,5 por cento com oalento dado pelo Federal Reserve, que cortou o juro básiconorte-americano em 0,75 ponto percentual diante da piora nascondições da maior economia do mundo. Num primeiro momento, a leitura do mercado foi positiva aocorte do juro pelo Fed. Mas a agressividade da redução da taxalevantou receios de que a situação da economia dos EUA possaestar pior do que se imaginava. Nesta quarta, na Europa, o FTSEurofirst --indicador quereúne as principais ações do continente-- caía 3,7 por cento,com preocupações de que os bancos sejam forçados a registrarmais baixas contábeis relacionadas ao problemático setorimobiliário dos EUA. Em Nova York, os índices futuros de ações de Wall Streetindicavam uma abertura dos negócios negativa. Além do medo derecessão por lá, pesavam as perspectivas de lucros de grandesempresas abaixo do esperado. (Reportagem de Cesar Bianconi)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.