Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Bovespa decola 6% após mapa do socorro a bancos nos EUA

O detalhamento do plano para livrar grandes bancos dos Estados Unidos de ativos podres provocou uma onda de euforia na Bovespa, cujo principal índice teve a maior alta diária em 12 semanas.

ALUÍSIO ALVES, REUTERS

23 de março de 2009 | 18h04

Com um salto de 5,89 por cento nesta segunda-feira, o Ibovespa alçou os 42.438 pontos --maior nível desde 6 de fevereiro. O giro financeiro da sessão foi de 4,77 bilhões de reais.

"O investidor gostou de ter sabido detalhes do plano para bancos", resumiu Ernesto Leme, diretor da Claritas Wealth Management, referindo-se às explicações do secretário do Tesouro norte-americano, Timothy Geithner.

Pela manhã, ele detalhou os termos do plano para limpar os balanços de grandes bancos, envenenados com os chamados ativos tóxicos. O plano consiste em parcerias público-privadas, com as quais o governo espera atrair investidores privados.

De saída, o Tesouro vai colocar até 100 bilhões de dólares --valor que, somado ao capital privado, pode alcançar 1 trilhão de dólares.

Foi o suficiente para tirar da defensiva vários investidores, que correram a comprar ações de bancos e de empresas de energia, setores que conduziram uma disparada de 6 a 7 por cento dos principais índices de Wall Street.

O mercado celebrou ainda a divulgação de um dado mostrando que a venda de moradias usadas nos Estados Unidos aumentou 5,1 por cento em fevereiro, a maior alta desde julho de 2003.

A bolsa paulista partilhou desse otimismo, em meio ao ingresso de recursos de estrangeiros, os mesmos investidores que já injetaram 550 milhões de reais em ações de empresas domésticas nos primeiros 17 dias de março.

BANCOS NO BRASIL

Antevendo o restabelecimento do crédito no plano internacional, os investidores também buscaram papéis de instituições financeiras domésticas. Um dos líderes de ganhos foi Itaú, saltando de 9,6 por cento, a 26,75 reais.

O banco anunciou nesta tarde que exerceu opção de compra de 3,6 por cento das ações da Redecard, o que lhe deu o controle majoritário da companhia.

Em linha com o mercado global de commodities, que também teve um dia de fortes altas, as blue chips domésticas ajudaram a levantar o índice. Petrobras saltou 6,05 por cento, para 30,86 reais. Vale subiu 4,8 por cento, a 28,40 reais.

Na contramão restou Gol, que desabou 7,05 por cento, a 7,25 reais. A companhia divulgou na madrugada de sábado que teve prejuízo de 687 milhões de reais no último trimestre de 2008, elevando a perda do ano a 1,4 bilhão de reais. E anunciou também um aumento de capital de 203,5 milhões de reais.

Tudo o que sabemos sobre:
BOVESPAFECHAFINAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.