Rafael Matsunaga/Estadão
Rafael Matsunaga/Estadão

Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Bovespa devolve alta no final do pregão e fecha estável com cautela após Fed

O Fed manteve no comunicado divulgado ao término da reunião de dois dias de política monetária a referência "horizonte relevante"

REUTERS

17 de setembro de 2014 | 17h35

A Bovespa fechou praticamente estável nesta quarta-feira, após o Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos, não dissipar totalmente apostas de que os juros na maior economia do mundo podem subir antes do esperado.

O Fed manteve no comunicado divulgado ao término da reunião de dois dias de política monetária a referência "horizonte relevante" sobre o início do processo de normalização das taxas de juros norte-americanas, aliviando temores de uma alta antes do esperado.

Contudo, a chair da instituição, Janet Yellen, em seus comentários, disse que o comunicado não é promessa firme sobre o intervalo de tempo certo para iniciar a elevação das taxas de juros.

Antes disso, o Ibovespa chegou a superar os 60 mil pontos novamente, com o desempenho puxado por ações de estatais, diante da avaliação de que pesquisa Ibope divulgada na terça-feira à noite mostrou um quadro favorável à oposição na corrida presidencial.

O Ibovespa encerrou com variação negativa de 0,01 por cento, a 59.108 pontos, após marcar 60.024 pontos na máxima da sessão.

O volume financeiro do pregão alcançou 7,7 bilhões de reais.

(Por Paula Arend Laier)

Tudo o que sabemos sobre:
BOLSAFECHAPRELIM*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.