Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bovespa encerra com perda de 0,09%; Dólar cai

Após operar em queda durante a maior parte do pregão, o Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, tentou uma recuperação, mas terminou o dia com perda de 0,09%, aos 34.798 pontos. Na mínima, o índice recuou 1,24%. Na máxima, subiu 0,19%. O volume ficou em R$ 2,04 bilhões. O dólar oscilou bastante nesta sexta-feira e esteve a maior parte do pregão no terreno positivo. Contudo, como a situação política brasileira não se agravou e o Banco Central conseguiu vender integralmente a oferta de contratos de swap cambial reverso, o dólar inverteu o sinal e fechou em leve queda.O dia, segundo operadores, foi de correções - papéis que perderam muito nos últimos dias conseguiram subir. Outros em que ainda existia chances de realizar lucros caíram, caso dos bancos. A ação preferencial classe A (PNA) da Eletropaulo obteve uma das maiores valorizações do dia, com ganho de 3,13% - o papel foi a leilão e, segundo operadores, houve negócios cancelados.Nesta sexta, a Eletropaulo divulgou a precificação de sua oferta pública de papéis preferenciais classe B (PNB), que saíram cotadas a R$ 85,00. Este papel hoje teve alta de 0,13, para R$ 86,11. A partir de segunda-feira, as PNA da Eletropaulo serão convertidas em PNB em todos os índices da Bovespa dos quais a empresa participa, na proporção de um para um. Os indicadores de fechamento do pregão desta sexta serão calculados com base no preço de fechamento das PN da Eletropaulo (A ou B) que apresentarem maior volume financeiro em suas operações no mercado à vista (lote padrão) nesse dia. Nesta sexta termina o período de conversão de PNA em PNB da empresa.Entre as principais altas, figuraram também Light ON, com ganho de 5,30% e Telemar PNA, que subiu 3,25%. As quedas foram lideradas por Perdigão ON, que perdeu 3,24%, e Souza Cruz ON, com baixa de 1,66%.Dólar No mercado interbancário, o dólar comercial encerrou em baixa de 0,09%, cotado a R$ 2,207. A moeda oscilou entre a mínima de R$ 2,205 e a máxima de R$ 2,223. No pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), o dólar negociado à vista terminou com desvalorização de 0,05%, valendo R$ 2,206. Além de a tensão política não ter se agravado, as últimas pesquisas mostraram que a situação eleitoral não apresenta alterações. O leilão de swap cambial reverso, embora tenha surpreendido alguns operadores, não chegou a ser visto com estranheza. Um especialista ouvido pela Agência Estado ponderou que, na situação atual, em que há uma correção do dólar para cima, mas sem pânico, o Banco Central está cumprindo seu papel ao propor a rolagem do vencimento de contratos de swap cambial reverso do próximo dia 2.

Agencia Estado,

22 de setembro de 2006 | 17h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.