Bovespa envia propostas para fortalecer mercado

Na semana passada, representantes da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) encaminharam ao Congresso uma nova rodada de propostas para tentar fortalecer o mercado de capitais. Algumas sugestões são novas, outras nem tanto. Mas, mesmo que aprovadas, as propostas são consideradas pelos analistas insuficientes para reativar o mercado de ações. Entre as propostas já conhecidas, incluem-se a extinção da cobrança de Cobrança Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) sobre os negócios com ações, já acenada também pelo governo, mas ainda sem definição. Além disso, foi solicitada a manutenção da alíquota de 10% para o pagamento na fonte do Imposto de Renda (IR) sobre ganhos de capital, pois no próximo ano a alíquota sobe para 20%, igualando-se à tributação adotada nas aplicações de renda fixa.Estão entre as propostas ainda a isenção de IR para pessoas físicas sobre ganhos de capital de até R$ 2 mil por mês; a isenção de IR sobre ganhos de capital também para a pessoa física que adquirir ações e permanecer com elas mais de 12 meses; e a oferta de ações de empresas como Banco do Brasil, Vale do Rio Doce e das do setor elétrico dando ao interessado a possibilidade de adquiri-las usando os recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), como na oferta da Petrobrás.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.