finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Bovespa fecha em alta de 1,69% e juros recuam mais

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em alta de 1,69%, com volume financeiro de R$ 1,086 bilhão. No mercado de juros futuros, as taxas continuaram em queda nesta quarta-feira. Na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), os contratos com taxas pós-fixadas (DIs) e vencimento em abril de 2004 encerraram o dia com taxa de 18,62% ao ano, contra 18,84% ontem.O Banco Central rolou hoje 32,5% do vencimento de cambiais do próximo dia 17 e o mercado de câmbio aprovou a medida. O fluxo cambial também mostrou-se novamente positivo e o resultado foi mais um dia de queda para o dólar. A moeda norte-americana fechou em baixa de 1,16%, cotada a R$ 2,8900. É o menor valor desde 18 de julho passado, quando o dólar fechou com essa mesma cotação.Mas houve ainda outros motivos que ajudaram a derrubar o dólar nesta quarta-feira, além do leilão e do fluxo cambial positivo. Rumores de reabertura de emissão de US$ 600 milhões em títulos do governo com vencimento em 2001, que não foram confirmados até o início da noite, criaram uma expectativa positiva no mercado de câmbio.O clima positivo ainda foi referendado pelo comportamento do risco Brasil, que caiu mais 13 pontos para 668 pontos base. E também pela alta da cotação do C-Bond, principais títulos da dívida brasileira negociados no exterior, que subiu 0,68% para fechar cotado a 91,875 centavos de dólar.

Agencia Estado,

10 de setembro de 2003 | 19h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.