finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Bovespa fecha em alta puxado por ações de Petrobras e bancos

O principal índice da Bovespa encerrou o pregão desta segunda-feira em alta, ampliando ainda mais os ganhos da última sessão, puxado por ações de bancos, após a Procuradoria Geral da República recalcular o lucro bruto das instituições com caderneta de poupança em planos econômicos.

ROBERTA VILAS BOAS, REUTERS

21 de julho de 2014 | 17h57

O Ibovespa subiu 1,09 por cento, a 57.633 pontos, após alta de mais de 2 por cento na última sexta-feira.

O giro financeiro do pregão foi de 10,984 bilhões de reais, inflado pelo vencimento de opções sobre ações, que movimentou 4,4 bilhões de dólares.

A PGR recalculou para 21,87 bilhões de reais o lucro bruto dos bancos com caderneta de poupança em planos econômicos nas décadas de 1980 e 1990, segundo parecer divulgado nesta segunda-feira. Anteriormente o valor era de 441,7 bilhões de reais.

O Supremo Tribunal Federal está julgando uma ação de poupadores que querem reaver dos bancos perdas com correção da poupança.

A ação do Itaú Unibanco e do Bradesco encerraram com alta de quase 1 por cento, reduzindo um pouco os ganhos no fim do pregão. Já o Banco do Brasil registrou a maior alta do setor, de mais de 2 por cento.

O analista de renda variável da Leme Investimentos, João Pedro Brugger, não descartou que investidores já estejam na expectativa de divulgação de novas pesquisas eleitorais nesta semana, após Datafolha e Sensus divulgarem análises que mostraram enfraquecimento da presidente Dilma Rousseff (PT) na intenção de votos.

Espera-se agora que uma pesquisa feita pelo instituto Ibope seja divulgada nos próximos dias.

As ações da estatal Petrobras também tiveram alta nesta sessão, entre as principais influências positivas para o índice.

Além desses papéis, BB Seguridade teve a maior alta do índice, após o Credit Suisse elevar o preço-alvo do papel do grupo segurador do Banco do Brasil, de 32 para 38 reais.

A companhia aérea Gol também foi destaque de alta, após o Bank of America Merrill Lynch elevar a recomendação para a empresa para "compra".

Por outro lado, o banco também reduziu recomendações para as ações de Fibria e Klabin, para neutra em ambos os casos, com as ações do setor operando entre as maiores baixas do Ibovespa.

Veja as principais altas e baixas do Ibovespa do dia:

(Por Roberta Vilas Boas)

Tudo o que sabemos sobre:
BOVESPAFECHAFINAL*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.