Bovespa fecha em leve alta puxada por Vale

Em sessão volátil, a Bolsa terminou o pregão em alta de 0,10%

Clarissa Mangueira, O Estado de S. Paulo

14 de outubro de 2014 | 17h12

A Bovespa registrou sua segunda sessão consecutiva de ganhos, depois de um pregão bastante volátil que acompanhou a oscilação das bolsas de Nova York. O desempenho de Vale e siderúrgicas forneceu suporte para a alta do Ibovespa, que conseguiu terminar seu primeiro pregão do mês na casa dos 58 mil pontos.  

A Bolsa brasileira terminou o pregão em alta de 0,10%, aos 58.015,46 pontos. Na mínima, registrou 57.258 (-1,21%) e, na máxima, 58.856 pontos (+1,55%). No mês, acumula ganho de 7,21% e, no ano, de 12,64%. O giro financeiro totalizou R$ 8,961 bilhões. 

A alta de quase 5% registrada pelo Ibovespa na véspera abriu espaço para um movimento de ajuste no mercado acionário, no início da sessão, mas o movimento não se sustentou. O Ibovespa inverteu o sinal negativo no fim da manhã, acompanhando a melhora dos índices em Nova York, que reagiram à divulgação de balanços corporativos positivos nos EUA.

Os ganhos fortes da véspera foram impulsionados pela euforia dos agentes do mercado com a pesquisa anunciado pelo instituto Sensus durante o fim de semana, que mostrou Aécio Neves (PSDB) com 58,8% da intenções de voto, contra 41,2% de Dilma Rousseff (PT). A sondagem Vox Populi, divulgada na noite de ontem, não confirmou os números, no entanto, mostrando empate técnico entre os dois candidatos. Com isso, cresceram as expectativas dos investidores pelo anúncio dos levantamentos Ibope e Datafolha, amanhã.

Entre os destaques positivos da sessão estavam as ações da Vale e de siderúrgicas. Segundo operadores, os papéis foram beneficiados pelo desempenho de outras empresas do setor no exterior em meio à recuperação dos preços do minério de ferro. Vale ON +2,98%, Vale PNA +2,90%, CSN +3,82, Gerdau +2,23% e Usiminas PNA +1,44%.

As ações da Petrobrás e do BB terminaram em queda, depois de passarem o dia oscilando entre altas e baixas, enquanto investidores aguardam novas pesquisas eleitorais. Petrobrás ON declinou 1,59% e a ação PN da estatal recuou 2,17%. BB ON caiu 0,60%.

Contribuiu para o desempenho dos papéis da petrolífera a queda nos preços do petróleo no mercado internacional. O Citi disse, em um relatório, que a tendência negativa para os preços da commodity talvez não dê suporte à premissa de consenso de ajuste imediato de preços de combustíveis após as eleições. "Além disso, se o preço do petróleo continuar caindo, isso poderia levar o País a não ajustar os preços de nenhuma maneira", destaca o documento.

Tudo o que sabemos sobre:
bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.