Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

Bovespa fecha em queda de 3,7% e dólar sobe 2%

Expectativa de alta dos juros nos Estados Unidos e tensão com teste nuclear na Coreia do Norte trouxeram apreensão no mercado financeiro

O Estado de S.Paulo

09 Setembro 2016 | 17h32

O principal índice da Bovespa fechou em queda de 3,71%, aos 57.999 pontos, nesta sexta-feira, 9, em meio ao aumento das expectativas de alta em breve dos juros nos Estados Unidos, da desaceleração econômica na China, além da tensão provocada por novo teste nuclear da Coreia do Norte. Já o dólar subiu 1,99% e fechou cotado a R$ 3,28.

A aversão a ativos de risco no mundo foi reforçada mais cedo por comentários do presidente do Federal Reserve de Boston, Eric Rosengren, que mostrou-se favorável ao aumento de juros nos Estados Unidos no curto prazo. Com poder de voto nas reuniões de política monetária da instituição, o dirigente defendeu que há "argumento razoável" para uma elevação gradual das taxas.

Vale lembrar que ontem o mercado já foi frustrado pela falta de ação do Banco Central Europeu (BCE), que anunciou manutenção de juros mas sem sinalizar estímulos no continente.

Em Nova York, o Dow Jones caiu 2,13%, o S&P 500 recuou 2,45% e o Nasdaq perdeu 2,5%.

(Reuters e Agência Estado)

Mais conteúdo sobre:
Bovespa Estados Unidos China

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.