Marcos de Paula/Estadão
Marcos de Paula/Estadão

Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Bovespa fecha estável com recuperação de ações da Petrobrás

Bovespa chegou a cair 2,5%, mas zerou as perdas no fim do pregão; estatal operou em queda pela manhã, mas fechou em alta à espera da divulgação de balanço e com rumores no mercado financeiro

Clarissa Mangueira, Agência Estado

27 de janeiro de 2015 | 16h09


A Bovespa fechou o dia praticamente estável, após recuar 2,5% pela manhã, ajudada pela recuperação das ações da Petrobrás, que inverteram o sinal negativo durante a tarde. Os papéis da estatal foram impulsionados por fluxo de compras por estrangeiros, que se espalhou por todo o índice. 

No fim da sessão, o Ibovespa subiu 0,03%, aos 48.591,23 pontos. O volume de negócios totalizou R$ 5,707 bilhões. Na máxima do dia, a Bovespa atingiu 48.864 pontos (0,59%) e na mínima, 47.352 pontos (-2,52%). No ano, a Bolsa acumula baixa de 2,83%.

Apesar do recuo das bolsas no exterior, a Bovespa conseguiu zerar as perdas e passou a subir no meio da tarde, impulsionada pela recuperação das ações da Petrobrás, que também inverteram o sinal negativo. Operadores do mercado não cravaram uma justificativa para a melhora dos papéis, mas apontaram algumas possíveis causas, como compra por investidores estrangeiros, alta do preço do petróleo no exterior e rumores de que o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles possa vir a assumir uma vaga no Conselho de Administração da empresa.

Os investidores aguardam o desfecho da reunião do Conselho de Administração da empresa, marcada para hoje, atentos à divulgação do balanço do terceiro trimestre, ainda não apresentado em razão das investigações da operação Lava Jato da Polícia Federal. No término dos negócios, as ações ON e PN da Petrobrás subiram 1,05% e 2,62%, respectivamente. 

Durante discurso de abertura da primeira reunião ministerial deste ano, a presidente Dilma Rousseff defendeu a Petrobrás, empresa considerada por ela estratégica para o país. Segundo a presidente, está se buscando a melhora na estrutura de organização da estatal, alvo de sua maior crise desde a deflagração da Operação Lava Jato. "Temos que evitar que fatos como esse se repitam", disse. "Temos que saber apurar, saber punir e isso tudo sem enfraquecer a Petrobrás", afirmou.

Ela também destacou que o País passa por dois choques. Um externo, advindo da crise de economias importantes no mundo, da redução do preço de commodities e da apreciação do dólar frente ao real. No plano interno, disse, ocorre um choque no preço dos alimentos. Dilma afirmou também que o governo absorveu a maior parte das mudanças dos cenários nas contas fiscais e que os ajustes que estão sendo feitos são necessários para consolidar um projeto vitorioso nas urnas.

Do lado negativo, Vale ON e Vale PN recuaram 2,96% e 2,80%, pressionadas pela queda do lucro industrial da China, de 8,0% em dezembro de 2014, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, para 850,7 bilhões de yuans, e também pelo recuo do preço do minério de ferro. 

No setor financeiro, Banco do Brasil ON (+2,09%) e Bradesco PN (+0,17%).

No âmbito internacional, passado o impacto positivo do anúncio do programa de relaxamento quantitativo de 1 trilhão de euros do Banco Central Europeu (BCE), na semana passada, os investidores se voltaram hoje para as incertezas em torno da economia grega. O nervosismo com a possibilidade de um impasse entre o novo governo da Grécia e os credores internacionais do país levou o índex Athex, a Bolsa de Atenas, a cair 3,69%. Os outros índices acionários da região também terminaram a sessão em baixa.

Nos EUA, as bolsas de Nova York tiveram uma sessão de baixa liquidez devido à nevasca que atinge a região. Os índices recuaram também afetados por indicadores mistos e por balanços corporativos decepcionantes. 

As encomendas de bens duráveis recuaram 3,4% em dezembro, ante novembro, contrariando a previsão de alta de 0,3%. Já outros indicadores, como o índice dos gerentes de compras (PMI) do setor de serviços, as vendas de moradias novas e o índice de confiança do consumidor, medido pelo Conference Board, mostraram resultados melhores.

Tudo o que sabemos sobre:
petrobrásbalançobovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.