Bovespa fecha na mínima do dia; dólar sobe 1,21%

Mercado foi afetado pela alta do rendimento dos títulos norte-americanos

Agencia Estado

21 de junho de 2007 | 12h49

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) caiu mais de 1% nesta quarta-feira, 20, abatida pela queda das bolsas em Nova York e pela forte queda do preço do petróleo no mercado internacional, depois de bater o recorde de 55 mil pontos pela manhã. O Ibovespa - principal indicador da bolsa paulista - recuou 1,12%, para 54.029 pontos. O volume financeiro na Bolsa foi de R$ 4,9 bilhões, acima da média diária do ano de R$ 3,8 bilhões de reais. O humor do mercado foi afetado pela alta do rendimento dos títulos do Tesouro norte-americano. Os papéis de 10 anos, referência do mercado, estavam em 5,14% no fim da tarde, após iniciar o dia em 5,10%. Juros mais altos pagos pelos títulos do governo norte-americano tendem a reduzir a atratividade de aplicações mais arriscadas, como as bolsas. Em Nova York, a Dow Jones recuou 1%. No Brasil, as ações da Petrobras puxaram a queda da Bovespa. O principal papel da bolsa recuou 1,65%, para R$ 50,79, com quase o dobro do giro do segundo papel mais negociado, Companhia Vale do Rio Doce. Outro destaque de baixa foi Cosan, que perdeu 4,14%, para R$ 35,20, depois que a empresa previu forte queda no resultado no ano fiscal 2007/2008.O dólar ameaçou nova queda nesta quarta-feira, mas o mau humor nas bolsas de valores abriu espaço para ajustes que impulsionaram a moeda norte-americana para uma alta de 1,21%. No encerramento dos negócios, foi vendida a R$ 1,9280.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.