Bovespa fecha outubro em alta e ganho do ano beira 47%

A Bolsa de Valores de São Paulofechou em alta nesta quarta-feira e bateu novo recorde,contabilizando ganho de 8 por cento em outubro. Dos dez mesesdo ano até agora, a Bovespa subiu em oito, sendo que nos outrosdois caiu muito pouco. O mercado operou em alta o dia inteiro, na expectativa deum corte de 0,25 ponto no juro norte-americano pelo FederalReserve, o que foi confirmado às 16h15. Os comentários do Fed foram considerados mais duros do queo esperado, sinalizando que a autoridade monetária pode mantero juro no curto prazo, mas isso não conteve as compras. A quarta-feira contou ainda com a notícia de que a economianorte-americana cresceu mais que o esperado no terceirotrimestre e que as empresas privadas criaram mais postos detrabalho que o previsto nos Estados Unidos em outubro, umasinalização de que o relatório de emprego que sai na sextatambém pode superar expectativas. O principal indicador da Bovespa encerrou a sessão comvalorização de 1,45 por cento, a 65.317 pontos, elevando oganho do ano a 46,9 por cento. Analistas prevêem que o Ibovespamantenha sua tendência de alta, fechando o ano perto de 70 milpontos, com os mais otimistas falando em 75 mil pontos. "Para Brasil, como o fluxo permanece bastante elevado,tanto na parte de IPOs quanto na parte comercial, e a visão domercado em si para emergentes é de que esse 'call dedecoupling' se mantém, não se observa uma visão mais negativados agentes (por conta dos comentários do Fed)", disseAlexandre Sant'Anna, analista da ARX Capital Management. Muitos analistas acreditam que mesmo que a economianorte-americana desacelere, o avanço de outras economias, comoa chinesa, vai contrabalançar o movimento. Juros mais baixos nos Estados Unidos aumentam aatratividade de investimentos mais arriscados, como ações deemergentes. A queda do juro brasileiro e a expectativa de que o paísatinja o grau de investimento em alguns meses também têmajudado a impulsionar a Bovespa. "Como o mercado antecipa a precificação disso (grau deinvestimento) em aproximadamente 6 meses, talvez janeiro,fevereiro, fosse um período em que o mercado estaria em seutopo, já esgotando esse ciclo de alta", comentou o gestor deuma corretora nacional que prefere não ser identificado. GIRO FORTE O volume financeiro da quarta-feira ficou em 6,3 bilhões dereais, acima da média diária do ano, de 4,4 bilhões de reais. Amédia diária de outubro, entretanto, ficou em cerca de 6,7bilhões de reais. A blue chip Petrobras foi o papel mais negociado e subiu2,86 por cento, para 72,02 reais, acompanhando o novo recordedo preço do barril do petróleo no mercado internacional, quesuperou 94 dólares em Nova York. Os papéis da Companhia Vale do Rio Doce também contribuiupara o bom desempenho da bolsa, com valorização de 1,39 porcento, para 54,65 reais. Entre as maiores altas do Ibovespa ficaram as ações da TAM,depois que o Citigroup melhorou sua recomendação de "manter"para "compra" e elevou em 30 por cento o preço-alvo dos ADRs dacompanhia. As ações da companhia aérea subiram 3,25 por cento,para 51,10 reais. Já a maior queda ficou com Comgás, que recuou 3,04 porcento, para 44,60 reais, em meio a notícias de redução doabastecimento de gás pela Petrobras.

JULIANA SIQUEIRA, REUTERS

31 de outubro de 2007 | 19h10

Tudo o que sabemos sobre:
BOVESPAFECHA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.