finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Bovespa Fix registra apenas um negócio

A baixa negociabilidade das debêntures e a tensão da economia e dos mercados estão dificultando o desenvolvimento do Bovespa Fix, seção da Bolsa de valores de São Paulo (Bovespa) criada para a negociação de títulos privados de renda fixa. Inaugurado em 20 de abril, o sistema ainda não decolou e registrou até agora apenas um negócio, com uma debênture da Globocabo. Debêntures são títulos de renda fixa emitidos por sociedade anônima para tomar empréstimo no mercado. Seu lançamento pode ser público ou particular. Para André Assumpção, responsável pela área de estruturação de mercado de capitais do Banco BBA Creditanstalt, o mercado secundário de debêntures ainda está em formação e, por isso, tem pouca negociabilidade. O presidente da seção paulista do Instituto Brasileiro de Executivos de Finanças (Ibef), Carlos Alberto Bifulco, acredita que as condições da economia também não estão propícias para a consolidação dos negócios."Olhando com emoção, apenas um negócio no período de um mês é pouco. Mas o Bovespa Fix tem estrutura tecnológica para ser um sucesso", disse o presidente da Bolsa de Valores de São Paulo, Raymundo Magliano Filho.Apesar da falta de negócios no Bovespa Fix, o mercado de balcão organizado continua realizando transações. De 20 de abril a 20 de maio, foram 243 negócios no mercado secundário, um total de R$ 2,68 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.