Bovespa lidera ranking de aplicações em julho

A Bolsa de Valores de São Paulo acumulou valorização de 5,62% em julho e liderou, pelo segundo mês seguido, a corrida das aplicações mais rentáveis. O investimento na bolsa foi também o único a ganhar da inflação de 1,31% em julho medida pelo IGP-M. A valorização no mês anulou ainda o resultado negativo no ano e agora a bolsa acumula modesto rendimento de 0,45% em 2004.As posições seguintes no ranking de julho foram ocupadas pelas aplicações de renda fixa, remuneradas por taxas de juro. Nessa categoria, a mais rentável foi o CDB ofertado para volume de aplicação acima de R$ 100 mil, com remuneração média bruta de 1,30%, seguido pelos fundos DI, com 1,24%; e fundos de renda fixa, 1,20%.Os ativos de risco como ouro e dólar não tiveram chance e terminaram o mês, mais uma vez, nas últimas posições. O ouro ficou na penúltima posição, com perda de 1,30%, e o dólar na última, com baixa de 1,59%.O mercado de ações deu continuidade à recuperação iniciada em junho, quando subiu 8,21%, puxado pelo otimismo com dados de reativação econômica e redução de incertezas com os juros nos EUA. Para os analistas, embora a bolsa tenha avançado 14,28% nos dois últimos meses, a alta de apenas 0,45% no ano indica que as ações ainda não incorporaram nos preços a expectativa de crescimento da economia.O diretor-superintendente do HSBC Investiment Bank, Luís Eduardo de Assis, diz que a tendência para a bolsa em agosto é bastante positiva, pela perspectiva de que a economia entre em fase muito forte de crescimento. Ele avalia, contudo, que, mais que pela tendência da bolsa, a escolha das ações deve ser feita pela análise de empresas. O HSBC Investiment Bank está recomendando quatro papéis a seus clientes: Gerdau PN, Sabesp ON Pão de Açúcar PN e CSN ON. A avaliação é que essas ações têm potencial de valorização média de 25% até dezembro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.