Bovespa opera em baixa de 2,53%

As oscilações da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) podem ser muito fortes em função do agravamento do cenário internacional. No início da manhã, foi divulgado o índice de preços para os consumidores (CPI) norte-americanos referente ao mês de setembro. O resultado ficou acima do esperado - alta de 0,5%, enquanto o mercado projetava aumento de 0,4%. A Bovespa está em queda de 2,53%. A Nasdaq - bolsa que negocia papéis do setor de tecnologia e Internet - opera em baixa de 4,29% e o índice Dow Jones - que mede a valorização dos papéis mais negociados na Bolsa de Nova York - registra queda de 0,96%. O cenário financeiro, que já vinha apontando sinais de nervosismo nessa manhã, ficou ainda pior. Os resultados trimestrais das empresas americanas contribuem para o cenário mais pessimista. IBM e Chase divulgaram resultados ruins ontem e as ações dessas empresas despencaram mais de 10% no início das operações. Ainda hoje outras empresas divulgam seus números. Microsoft, AOL e Ford são as mais importantes. A situação da Argentina também preocupa pois os investidores externos acabam generalizando a fragilidade econômica de um país para toda a América Latina. O valor dos papéis da dívida brasileiro - C-Bond - despenca mais de 2% no mercado externo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.