finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Bovespa passa a subir com Vale e Petrobras

Às 11h44, principal índice da Bolsa atingia a máxima de +0,89%, retornando ao patamar dos 53 mil pontos

Sueli Campo, da Agência Estado,

30 de agosto de 2007 | 11h53

Após ter registrado queda de até 0,97% na primeira hora de negócios, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) passou para o terreno positivo. Às 11h44, o índice à vista atingia a máxima de +0,89%, retornando ao patamar dos 53 mil pontos, na contramão do índice Dow Jones, que recuava 0,35%, enquanto o Nasdaq ensaiava alta de 0,23%.   Veja também: Comentários de Bernanke geram recuperação das ações na Ásia Efeito Bernanke sustenta alívio nos mercados A cronologia da crise financeira  Como enfrentar os riscos e prejuízos da crise    Essa tentativa de melhora da Bolsa no penúltimo pregão do mês está sendo comandada pelas ações da Vale. A ON subia 2,35%, segundo melhor desempenho do índice Ibovespa, e a PNA 1,95%. De acordo com analistas, administradores que têm posições maiores na Vale estão puxando os preços para cima com o intuito de fechar o mês de agosto, que foi de muitas perdas, com uma cara melhor.   A alta de 0,40% nos preços do níquel no exterior também favorece essa puxada dos papéis da mineradora. "Amanhã é o último dia de agosto e muita gente quer ver se melhora o desempenho das carteiras", diz uma fonte. No mês, já considerando essa melhora sinalizada nesta quinta, o Ibovespa está negativo em 2%.   Petrobras, outra blue chip, também registrava variação positiva. A PN subia 0,81% e a ON +0,59%, contribuindo para sustentar a Bolsa em alta.   No mercado de câmbio, o dólar havia reduzido a alta. Às 11h43, a moeda norte-americana subia apenas 0,05%, cotada a R$ 1,968.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.