Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

Bovespa recua com ajustes em NY

Investidores vendem ações para embolsar ganhos recentes; dólar à vista segue em baixa e juros futuros sobem

Claudia Violante, Silvana Rocha e Denise Abarca, O Estadao de S.Paulo

25 de março de 2009 | 00h00

A Bovespa caiu 2,27%, para 41.475,83 pontos, ontem, acompanhando os ajustes seguidos de quedas das bolsas norte-americanas, após os ganhos de mais de 6% na véspera. Os investidores venderam ações em meio ao anúncio pelo Federal Reserve dos detalhes do programa de aquisição dos bônus norte-americanos. O Fed começará, hoje, comprando bônus com vencimento em 2016 e 2019 e revelou que pretende adquirir títulos com vencimento em 30 anos na semana que vem, em vez da compra de bônus com vencimento somente entre dois e 10 anos. O Federal Reserve Bank de Nova York também informou que continuará a comprar títulos da dívida de agências hipotecárias patrocinadas pelo governo até o final do ano. Os destaques de baixa lá e aqui foram os papéis de bancos, que dispararam no dia anterior com o plano do Tesouro dos EUA para retirar os ativos sem liquidez das carteiras das instituições financeiras. O dólar recuou 0,13%, para R$ 2,242 no balcão. Os juros futuros reduziram as altas no fim da sessão, reagindo à correção técnica de posições uma vez que não houve mudança na perspectiva para a política monetária. A taxa de janeiro de 2010 subiu para 9,90%. FRASEVitoria SaddiEcon.-chefe da RGE Monitor, ao AE Broadcast ao Vivo ''A partir de 10 de abril saberemos valor do plano de resgate do setor financeiro dos EUA, se é de US$ 100 bilhões ou US$ 1 trilhão. Aí a euforia pode continuar ou terminar, mas acho possível que continue"

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.