Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Bovespa retoma alta após 3 quedas

Recuo de 5,28% nas últimas sessões abriu oportunidades e investidores foram às compras de pechinchas

Claudia Violante, Silvana Rocha e Denise Abarca, O Estadao de S.Paulo

15 de maio de 2009 | 00h00

Após cair 5,28% nas três sessões anteriores, a Bovespa subiu 1,58%, aos 49.446,02 pontos ontem, amparada na melhora dos índices acionários norte-americanos. Um movimento de compras de pechincha em alguns dos setores mais atingidos pelo declínio das ações nos últimos dias sustentou a recuperação parcial de perdas recentes nas bolsas nos EUA e Brasil. Os investidores estrangeiros atuaram de forma generalizada no mercado local de ações, na compra e na venda, mas de maneira comedida. A alta das commodities ajudou a sustentar as ações de empresas exportadoras, mas sem robustez. Em Nova York, o Dow Jones teve ganho de 0,58% e o Nasdaq, de 1,50%. No câmbio, os estrangeiros reforçaram as vendas de contratos de dólar futuro em meio a um fluxo financeiro positivo, numa combinação que reconduziu o dólar à queda, de 1,14%, a R$ 2,082 no balcão, depois de subir 2,28% em dois dias. Os juros futuros ampliaram a trajetória de baixa com boa liquidez. O fraco resultado da Pesquisa Mensal de Comércio (PMC) do IBGE de março corroborou a perspectiva de queda da Selic nos próximos meses. A taxa de janeiro de 2011 cedeu a 9,88% com forte giro financeiro. O juro de janeiro 2010 caiu a 9,37%.FRASEJosé Márcio CamargoEconomista da Opus Gestão de Recursos"Proposta para poupança foi remendo. Sistema financeiro terá dificuldade já que o governo não mencionou possível queda de juro para crédito imobiliário"

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.