Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Bovespa se ajusta a EUA e cai 3,51%

Mercado reage com atraso a temor sobre a economia após o relatório americano de emprego divulgado na 6ªF

Paula Laier, Silvana Rocha e Denise Abarca, O Estadao de S.Paulo

07 de setembro de 2011 | 00h00

O mercado doméstico se ajustou ontem à forte queda das Bolsas em Wall Street e na Europa na sexta-feira, quando foi feriado no Brasil. A inesperada perda de 4 mil postos de trabalho nos EUA em agosto, divulgada 6ªF, reacendeu o temor de recessão nos EUA dado o impacto dos problemas no setor de crédito sobre a economia. Ontem, a preocupação foi renovada pelo alerta do presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, em reunião na Basiléia. Segundo o presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, o chairman do Fed disse que o contágio da crise na produção pode ocorrer. A Bovespa derreteu 3,51% (a 52.652 pontos), a maior queda desde 26/7. O dólar passou o dia em alta, mas devolveu no final. Ficou estável em R$ 1,946 no balcão e caiu 0,03% na BM&F, a R$ 1,9445. O juro janeiro de 2010 subiu a 11,94%. O risco Brasil avançou a 214 pontos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.