Bovespa segue alta de NY e fecha em patamar recorde

Ibovespa fechou em alta de 1,11%, aos 70.415,8 pontos, superando o último recorde, de 70.195,3 pontos

Claudia Violante, da Agência Estado,

12 de maio de 2008 | 17h37

Depois do curto intervalo de sexta-feira, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) voltou a subir nesta segunda-feira, 12, amparada pelas bolsas norte-americanas, e garantiu mais um recorde de pontuação (o quinto do ano). As ações da Petrobras, que trabalharam em boa parte do dia com sinal negativo, viraram no finalzinho da sessão e aproximaram o índice da máxima do dia.  O Ibovespa fechou em alta de 1,11%, aos 70.415,8 pontos, superando o recorde de 70.195,3 pontos registrado no último dia 6. Na mínima do dia, o índice registrou 69.068 pontos (-0,83%) e, na máxima, bateu em 70.420 pontos (+1,11%). No mês, a Bolsa sobe 3,75% e, no ano, 10,22%.  Em Wall Street, o Dow Jones avançou 1,02%, para 12.876,3 pontos. O S&P fechou em elevação de 1,10% e o Nasdaq, de 1,76%. As bolsas norte-americanas foram beneficiadas pela queda nos preços do petróleo e por notícias do setor varejista. A commodity chegou a atingir mais um recorde intraday, de US$ 126,40, mas acabou retrocedendo e fechou em US$ 124,23, com queda de 1,37%. Este recuo nos preços pesou em boa parte do dia sobre as ações da Petrobras, que ainda oscilaram por causa da expectativa com o balanço do primeiro trimestre.  Os analistas projetam lucro de R$ 5,524 bilhões, 33,7% a mais do que no mesmo intervalo do ano passado. No finalzinho, as ações garantiram alta: Petrobras ON subiu 0,33% e Petrobras PN, 0,18%. Vale ON avançou 1,36% e Vale PNA, 1,43%. Os metais também subiram no exterior, em reação ao terremoto na região central da China. Os investidores avaliam que o tremor possa prejudicar a produção de metais no país, que já era afetada negativamente por problemas como escassez de energia e mau tempo. Ainda no setor siderúrgico/minerador, a Gerdau anunciou nesta segunda lucro líquido de R$ 874,382 milhões, superando a média projetada pelos analistas, de R$ 786 milhões. As ações preferenciais da siderúrgica Gerdau fecharam em alta de 1,97% as PN. Metalúrgica Gerdau, que lucrou R$ 357 milhões de janeiro a março, teve elevação de 1,66% a ação PN. O pacote de medidas para o setor industrial do governo não fez preço no mercado acionário. A proposta prevê R$ 21,04 bilhões em desembolsos do BNDES para financiar 25 setores entre 2008 e 2010. Entre as metas, o governo pretende ampliar o investimento fixo dos atuais 17,6% do PIB para 21% do PIB; estimular a inovação do setor industrial, aumentar a participação brasileira nas exportações mundiais para 1,25% e expandir em 10% do número de micro e pequenas empresas exportadoras.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.