Bovespa segue clima externo negativo e abre em queda

Petróleo, queda no lucro da Ericsson e discurso de Bernanke azedam os mercados internacionais; dólar sobe

Agência Estado,

16 de outubro de 2007 | 11h41

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) cedeu nesta terça-feira, 16, ao clima negativo nos mercados externos. O principal índice da Bolsa abriu em queda, e, às 11h27 já caía 1,10%, aos 62.276 pontos. No mercado de câmbio, por sua vez, o dólar subia 0,5%, cotado a R$ 1,815. Em Wall Street, o sinal deve permanecer negativo durante todo o dia, com o petróleo, o pesado alerta da Ericsson e as incertezas quanto aos números que serão apresentados nesta temporada de balanços mantendo os investidores na retaguarda.  O petróleo Brent e WTI atingiram novo recorde de alta, a US$ 84,31 e US$ 87,97 o barril, respectivamente, diante da perspectiva de uma ação militar da Turquia no norte do Iraque para combater os separatistas curdos. As considerações feitas na segunda à noite pelo presidente do Fed, Ben Bernanke, também azedam o humor dos participantes. Bernanke disse que "o aprofundamento da contração no mercado imobiliário deve ser um obstáculo significativo ao crescimento no atual trimestre e durante o começo do ano que vem". O presidente do Fed afirmou que a inadimplência nas hipotecas subprime deve aumentar ainda mais e declarou que as condições nos segmentos prime e subprime "continuam difíceis".  O mercado preocupou-se também com a perspectiva de o Fed não cortar mais o juro. Bernanke disse que o Fed está pronto para "agir conforme o necessário" se as turbulências nos mercados de crédito e imobiliário afetarem a economia, mas ao mesmo tempo que está preparado para "reverter" o corte dos juros praticado no mês passado se a inflação retornar. Os ADS da Ericsson caíram 30% no pré-mercado, após a gigante de equipamentos de telefonia móvel sueca prever queda de 36% em seu lucro no terceiro trimestre, para 5,6 bilhões de coroas suecas, e contração em sua margem operacional para 12,9%.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespadólar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.