Bovespa segue EUA e cai à mínima desde maio de 2010

O principal índice das ações brasileiras caiu ao menor nível em mais de um ano nesta quarta-feira, acompanhando a forte baixa das ações nos Estados Unidos em meio ao impasse sobre a dívida do país.

SILVIO CASCIONE, REUTERS

27 de julho de 2011 | 17h47

O Ibovespa recuou 1,77 por cento, a 58.288 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 6,5 bilhões de reais. É o menor fechamento desde 20 de maio de 2010. No ano, o Ibovespa já tem perda de quase 16 por cento.

A queda foi direcionada principalmente pela fraqueza das bolsas norte-americanas. Além do impasse sobre a dívida do país, que ameaça provocar o calote dos Estados Unidos, a bolsa de Nova York foi golpeada por dados econômicos e balanços corporativos ruins. O índice Dow Jones caiu 1,59 por cento, e o Standard & Poor's 500 perdeu 2,03 por cento.

A queda no Ibovespa foi generalizada, com alta de apenas oito papéis. A maior baixa foi das units do Santander Brasil, com variação de 6,39 por cento, a 14,80 reais.

Os papéis da unidade brasileira do banco espanhol foram prejudicados pela decepção do mercado com o lucro líquido de 2,08 bilhões de reais no segundo trimestre, mais fracos que os da concorrência.

Outro destaque de baixa foi a ação da própria BM&FBovespa, com variação de 5,45 por cento, a 9,03 reais, após a decisão do governo de taxar operações com derivativos cambiais na tentativa de frear a queda do dólar.

A ação preferencial de Petrobras foi o destaque positivo, na opinião do operador Rodrigo Falcão, da Icap Corretora, por ter caído somente 0,3 por cento, a 23,59 reais, com desempenho acima do restante do mercado.

A ação tem sido favorecida pela aprovação do plano de investimentos da estatal, na última sexta-feira.

"O que me deixa um pouco confiante em relação à bolsa é que agora a gente está vendo uma movimentação interessante na Petrobras", disse Falcão, fazendo referência ao peso que a estatal tem no Ibovespa e à performance ruim que a ação da petrolífera vinha tendo nos últimos meses.

Na contramão do índice, a Telesp liderou os ganhos do dia, com alta de 1,81 por cento, a 47,70 reais. A valorização foi atribuída por dois analistas aos bons resultados divulgados nesta quarta-feira.

(Reportagem adicional de Sérgio Spagnuolo)

Tudo o que sabemos sobre:
BOVESPAFECHA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.