finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Bovespa sobe 2% mas só recupera parte das perdas da véspera

No mês, Ibovespa acumula baixa de 2,67% diante das incertezas sobre crise do setor imobiliário nos EUA

Reuters,

29 de agosto de 2007 | 17h43

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou em forte alta nesta quarta-feira, na esteira do bom desempenho das bolsas norte-americanas e da redução da aversão ao risco, mas a valorização não foi suficiente para zerar a baixa da véspera. O Ibovespa - que mede o desempenho das ações mais negociadas na Bolsa - subiu 2,11%, para 52.734 pontos, abaixo dos 53.078 em que fechou na segunda-feira. O volume financeiro ficou em R$ 3,8 bilhões, mantendo-se abaixo da média diária do ano, de R$ 4,3 bilhões, como no restante dessa semana.   Veja também: Dólar cede quase 2% com recuperação nas bolsas dos EUA A cronologia da crise financeira  Como enfrentar os riscos e prejuízos da crise  Entenda a crise e veja a opinião do governo e de especialistas   "Acho que isso é cautela, porque a gente teve uma semana caótica e depois uma semana inteira de alta. O investidor ficou na dúvida de para que lado tinha exagerado e essa semana tem muito indicador, ficou todo mundo com medo de montar posição", disse Luiz Gustavo Medina, sócio-diretora da m2 Investimentos.No mês, o Ibovespa acumula baixa de 2,67% diante das incertezas quanto aos estragos causados pela crise do setor imobiliário de risco nos Estados Unidos.Em Nova York, o Dow Jones avançou 1,90% e o Nasdaq teve valorização de 2,50%. Já o índice das principais ADRs brasileiros - títulos de empresas brasileiras negociados no exterior - disparou 4,55% e o risco-país caiu 12 pontos, para 195 pontos-básicos."A força do setor de tecnologia está impulsionando o mercado, especialmente porque sofreu muito ontem", disse Tim Smalls, diretor da mesa de ações da Execution LLC, em Greenwich, Connecticut. "Mas não há fundamento para garantir esse rali, a não ser que talvez as vendas de ontem tenham sido exageradas", complementou. Destaques As ações da Companhia Vale do Rio Doce puxaram a alta do mercado brasileiro, com ganho de 4,14%, para R$ 79,15. Na terça-feira o papel tinha recuado 4,28%.Outro destaque de alta foi Companhia Siderúrgica Nacional, que avançou 3,4%, para R$ 106,50, depois que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a decisão do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) em relação à Companhia Vale do Rio Doce, no caso de concentração do mercado de minério de ferro no Brasil.Pela decisão do Cade, a Vale terá que optar entre vender a mineradora Ferteco ou abrir mão do direito de preferência ao minério excedente de Casa de Pedra, mina da CSN.  

Tudo o que sabemos sobre:
Aversão ao riscoMercado financeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.