Bovespa sobe apenas 0,11% e volume financeiro é fraco

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu a segunda semana de julho querendo engatar uma recuperação de preços, após ter se desvalorizado 1,44% na semana anterior. Porém, depois de oscilar entre altas e baixas, a bolsa paulista terminou esta segunda-feira com leve ganho de 0,11%, aos 36.140 pontos.O fluxo financeiro não foi dos melhores e atingiu apenas R$ 1,08 bilhão. Desde janeiro, a média diária de negócios na Bovespa superava os R$ 2 bilhões a cada mês. Após chegar ao auge, com R$ 2,96 bilhões em maio, o volume diário negociado na Bolsa caiu 24% para R$ 2,2 bilhões em junho e inicia julho com R$ 1,6 bilhão, na média da primeira semana. O enfraquecimento dos negócios também coincide com a tentativa de retomada das ofertas de ações.A expectativa para esta segunda-feira era que a Bovespa descolasse um pouco do mercado internacional diante do noticiário mais tranqüilo e da conjuntura doméstica favorável. Porém, no fim do dia, isto não prevaleceu. Nos Estados Unidos, o principal índice da Bolsa de Nova York encerrou em +0,12%.Dólar O dólar comercial encerrou esta segunda em baixa de 0,09%, a R$ 2,18 - a mesma cotação registrada no fechamento da moeda negociada no pregão viva-voz da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F). O dólar comercial oscilou entre a mínima de R$ 2,17 e a máxima de R$ 2,181.Com o ambiente externo mostrando-se tranqüilo, o destaque de hoje para o mercado brasileiro de câmbio coube aos dados da balança comercial brasileira. Mais uma vez, essa variável determinante para as cotações do dólar surpreendeu positivamente, provocando uma aceleração da trajetória de recuo que era registrado desde a abertura.O leilão de compra de dólar pelo Banco Central, ocorrido durante a tarde, enxugou o fluxo cambial positivo, com taxa de corte de R$ 2,173.Wall StreetEm Wall Street o mercado norte-americano fechou sem padrão, com o Dow Jones e o S&P-500 em leve alta e o Nasdaq em queda. O índice Dow Jones fechou em alta de 12,88 pontos (0,12%), em 11.103,55 pontos. O Nasdaq terminou em queda de 13,13 pontos (0,62%), em 2.116,93 pontos, com mínima em 2.109,18 pontos e máxima em 2.142,36 pontos. O Standard & Poor´s-500 teve ganho de 1,86 ponto (0,15%), para 1.267,34 pontos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.