Bovespa supera 46 mil pontos e quebra mais um recorde

A Bolsa de Valores de São Paulo intensificava os ganhos nesta quarta-feira, 14, depois que o presidente do Federal Reserve (o Banco Central dos EUA), Ben Bernanke, disse ao Congresso dos Estados Unidos que a economia do país está saudável e que as pressões inflacionárias começam a moderar. Os comentários dele aumentaram as apostas do mercado em corte do juro norte-americano no fim do ano. Às 14h, o Ibovespa avançava 1,83%, superando a barreira dos 46 mil pontos pela primeira vez ao atingir 46.024 pontos. O volume financeiro era de R$ 1,9 bilhão e deve ser forte nesta sessão devido ao vencimento de índice futuro. O destaque do dia era novamente o setor de siderurgia e mineração, amparado por expectativa de consolidação e preços maiores. As ações da Companhia Vale do Rio Doce subiam 4,08%, Companhia Siderúrgica Nacional exibia ganho de 3,19% e Usiminas avançava 3,14%. Nos Estados Unidos, o Dow Jones também operava em nível recorde. A bolsa acumula alta de quase 300% nos últimos quatro anos e analistas prevêem mais um ano de ganhos. As estimativas de valorização da Bovespa em 2007 variam de 20% a 30% em geral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.