Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Bovespa tem alta de 1,03% animada com cenário internacional

Queda da taxa de desemprego nos EUA alavancou alta no mercado financeiro internacional e no Brasil

Equipe AE,

07 de agosto de 2009 | 17h21

Impulsionada pelo apetite renovado dos investidores estrangeiros, depois de terem embolsado um pouco de lucros nesta última quinta-feira, 6, e pela notícia da queda de desemprego nos Estados Unidos, a Bovespa seguiu a tendência do mercado internacional e fechou o último pregão da semana em alta de 1,03% (56.329,51 pontos).

 

Em Nova York o clima de euforia alavancou altas no mercado financeiro americano. Dow Jones encerrou o dia acumulando alta de 1,23% , alcançando nível mais alto desde 4 de novembro de 2008, e Nasdaq subindo 1,37%. A Europa, por sua vez, fechou bem a semana, com Paris e Frankfurt subindo 1,25% e 1,66%, enquanto Londres avançou 0,87%.

 

Um dos ativos que mais reagiu às notícias positivas vindas dos EUA foi o dólar, que teve alta generalizada no exterior, principalmente ante as moedas fortes, mostrando a retomada da confiança internacional na maior economia do mundo. Entretanto, no Brasil o dólar encerrou a semana em queda de 0,71%, cotado a R$ 1,824.

 

O otimismo no mercado externo que passou a vigorar após a divulgação dos números sobre o mercado de trabalho norte-americano anulou por completo o alívio nos juros futuros, que havia sido provocado pelo noticiário local. Os dados, especialmente o payroll - divulgando queda do desemprego nos EUA -, trouxeram esperança de que o processo recessivo dos EUA está chegando ao fim, o que reduz ainda mais o apetite por risco prefixado em todo o mundo. Assim, os juros dos Treasuries subiram, puxando também as taxas dos DIs.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespadólarjuros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.