Bovespa vira no fim da sessão e registra leve baixa de 0,06%

Cenário:

ANA LUÍSA WESTPHALEN , O Estado de S.Paulo

18 de dezembro de 2012 | 02h07

ABovespa terminou o pregão de ontem praticamente estável, embora o mercado norte-americano tenha dado certa trégua no pessimismo. Em um dia de vencimento de opções sobre ações no Brasil, a Vale foi responsável por segurar o Ibovespa no azul durante grande parte da segunda metade dos negócios. Nos minutos finais da sessão, porém, o principal índice da Bolsa virou para o negativo, com a acentuação da queda das ações de Petrobrás e OGX.

A Bolsa encerrou o dia em leve queda de 0,06%, aos 59.566,52 pontos. No mês de dezembro, a Bovespa acumula ganho de 3,64% e, em 2012, alta de 4,96%. As ações ordinárias da Vale subiram 1,94%, enquanto as preferenciais tiveram alta de 1,41%. Do lado das baixas, Petrobrás ON caiu 1,61% e o papel PN da estatal cedeu 1,43%. Também do setor de petróleo, OGX ON recuou 5,27%.

No mercado de câmbio, a atuação do Banco Central pela manhã, por meio de leilões de venda com compromisso de recompra, e o anúncio de novas operações para hoje não foram suficientes para tirar o dólar da trajetória de alta. Ao fim do dia, a moeda americana teve ganho de 0,38% ante o real no mercado de balcão, sendo cotada a R$ 2,0960.

Já as taxas dos contratos futuros de juros fecharam a segunda-feira quase estáveis, com leve viés de alta. Em grande parte do dia, porém, em meio a um volume baixo de negócios, as taxas de juros reagiam em queda às declarações do presidente do BC, Alexandre Tombini. A inflação em 2013, segundo Tombini, ficará abaixo do nível verificado em 2012. O contrato futuro de juro para janeiro de 2017 marcou 8,47%, de 8,45% na sexta-feira.

Em Nova York, os índices acionários mantiveram-se no azul com sinais de progresso nas negociações sobre a questão fiscal nos Estados Unidos. Pela primeira vez no debate para evitar o abismo fiscal, o presidente da Câmara, o republicano John Boehner, propôs aumento de imposto para os mais ricos. No Japão, a vitória do Partido Liberal Democrático (PLD) reforçou as expectativas de que possa haver mais relaxamento monetário no país, para impulsionar a economia, o que também contribuiu para o otimismo no exterior. Em Nova York, o índice Dow Jones avançou 0,76%, o S&P 500 teve alta de 1,19% e o Nasdaq subiu 1,32%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.