Bovespa volta a cair com queda nos preços das commodities

Na mínima desta quinta, registrada até as 10h18, o Ibovespa caiu 1,04%

Agência Estado,

20 de março de 2008 | 11h35

O principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), o Ibovespa, abriu o pregão desta quinta-feira, 20, em queda de 0,95%, a 58.269 pontos. O mercado paulista segue influenciado pela queda no preço das commodities no exterior, que levou o índice Bovespa a despencar 5,01% na quarta-feira, 19, a segunda maior queda do ano. Na mínima desta quinta, registrada até as 10h18, o índice caiu 1,04%.  Veja também:   Ouça a análise de Celso Ming sobre a queda nos preços das commodities Bovespa despenca 5% influenciada pela queda nas commoditiesDólar sobe quase 2%, mas fluxo ao país sinaliza quedaResultado do Morgan Stanley é melhor que o previsto 'Crise é 30 vezes maior que a de 1998', diz Lula Juro americano cai para 2,25% e Fed sinaliza novas reduçõesCronologia da crise financeira   Os preços das matérias-primas continuam em queda nesta quinta, mas o movimento de baixa é menos intenso do que na véspera, quando o preço do ouro teve a maior queda em um único dia em 28 anos e o petróleo registrou a maior perda em 17 anos.  Nesta quinta, o contrato de ouro com vencimento em abril registrava baixa de 2,23% (na quarta caiu quase 6%) enquanto a prata apontava perda maior, de 5,84%. O barril de petróleo recuava 3,16% na Bolsa Mercantil de Nova York (Nymex), a US$ 99,30. As commodities agrícolas também são negociados em baixa no exterior. Os papéis de empresas brasileiras negociados em Nova York ampliaram as perdas nesta manhã, seguindo em linha com o mercado paulista. Às 11h, o ADR da Vale operava em baixa de 2,54%, para US$ 30,23. Entre as siderúrgicas, CSN recuava 4,45%, a US$ 35,00, enquanto Gerdau cedia 2,81%, para US$ 30,13. A gigante Petrobras, por sua vez, registrava declínio de 1,6%, para US$ 95,89.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.