BP assume participação em cinco blocos da Petrobrás

A operação ainda está sujeita às aprovações regulatórias; juntos, blocos ocupam 3,8 mil km

Sabrina Valle, da Agência Estado,

15 de julho de 2013 | 14h10

RIO - A BP Energy do Brasil anunciou hoje em nota à imprensa ter concluído acordo com a Petrobrás de parceria em cinco concessões de exploração e produção em águas profundas, operadas pela estatal brasileira na bacia Potiguar, na margem equatorial brasileira. A operação está sujeita às aprovações regulatórias.

A BP assumirá 30% de participação nos blocos POT-M-663 e POT-M-760 (que pertencem ao contrato BM-POT-16) e 40% nos blocos POT-M-665, POT-M-853 e POT-M-855 (contrato BM-POT-17). Juntos, os cinco blocos cobrem uma área total de 3.837 quilômetros quadrados.

Após a aprovação da parceria e a assinatura dos contratos de concessão dos blocos adquiridos na 11ª Rodada da ANP, a BP deterá concessões em 27 blocos no Brasil, sendo operadora em oito deles, informou na nota. A Petrobrás terá participação em 22 desses blocos, operando em 12 deles, enquanto outros seis serão operados pela Total e quatro pela BP.

Os contratos foram concedidos na Sétima Rodada de Licitações, em 2005. Estão localizados entre 40 e 110 quilômetros da costa dos Estados do Rio Grande do Norte e Ceará, em águas com profundidade entre 1400 e 2100 metros.

Após aprovações regulatórias, o BM-POT-16 será explorado por um consórcio formado por Petrobrás (operadora, com 30%), BP (30%), Petrogal Brasil S.A. (20%) e IBV (20%). Já o BM-POT-17 será explorado por Petrobrás (operadora, com 40%), BP (40%) e Petrogal Brasil S.A. (20%).

Tudo o que sabemos sobre:
bppetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.