Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

BR Distribuidora anuncia operação para captar R$ 3,5 bi

Em processo de abertura de capital, a BR Distribuidora, subsidiária responsável pela distribuição de combustíveis da Petrobrás, lançou na quinta-feira, 21, uma operação para captar R$ 3,5 bilhões em debêntures (títulos de dívida corporativa) com vencimento em 2020. A estatal informou que os recursos serão utilizados na compra de etanol de produtores rurais ao longo dos próximos cinco anos. Coordenada pelo Itaú BBA, a emissão não será lançada ao mercado, mas absorvida por um grupo de bancos.

Fernanda Nunes, Mariana Durão,Cynthia Decloedt, O Estado de S.Paulo

21 de agosto de 2015 | 02h03

A operação, segundo uma fonte, tem como objetivo melhorar a situação financeira da companhia. O lançamento dos papéis foi aprovado no último dia 10, em Assembleia-Geral Extraordinária (AGE).

Na terça-feira, a Petrobrás registrou na Comissão de Valores Mobiliários o início do processo de abertura de capital da sua subsidiária, que prevê a oferta de até 25% de suas ações. A intenção da Petrobrás é lançar as ações da BR em outubro, mas o desfecho ainda depende das condições do mercado.

Apesar de aprovada, a volta da BR ao mercado de capitais recebeu voto contrário do presidente do conselho de administração da Petrobrás, Murilo Ferreira, e do representante dos empregados, Deyvid Bacelar. Ferreira, que também comanda a mineradora Vale, acredita que, antes de abrir o capital, a BR deveria melhorar sua governança corporativa para, com isso, recuperar a confiança dos investidores, abalada pelas denúncias de corrupção investigadas na Operação Lava Jato, da Polícia Federal. Já Bacelar disse ser contrário à venda de participação neste momento de crise na indústria do petróleo.

A BR é o ativo da Petrobrás mais valorizado pelo mercado financeiro entre os que foram postos à venda até agora. A abertura de capital da subsidiária faz parte do plano de desinvestimento da estatal, que corre contra o tempo para fazer caixa e reverter a sua atual fragilidade financeira. Além disso, precisa também obter recursos para desenvolver projetos considerados estratégicos e que ajudarão a recompor o caixa.

Tudo o que sabemos sobre:
petrobrásbr distribuidoraipo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.