Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

BR Properties compra fundo imobiliário por R$ 477,1 milhões

Com a aquisição, a companhia passa a ser a única cotista do Fundo de Investimento Imobiliário Comercial Progressivo II

Altamiro Silva Júnior, da Agência Estado,

30 de dezembro de 2010 | 12h38

A BR Properties adquiriu 100% das cotas de um fundo imobiliário administrado pelo Banco Ourinvest por R$ 477,1 milhões. A aquisição foi feita em duas partes. Em um leilão realizado nesta quarta-feira na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) foi comprado um lote que representa 98% do fundo (equivalentes a 2.917.166 de cotas) por R$ 467,6 milhões. Os 2% restantes foram comprados da holding Brazilian Finance & Real Estate (BFRE) por R$ 9,5 milhões.

Com a aquisição, a companhia passa a ser a única cotista do Fundo de Investimento Imobiliário Comercial Progressivo II, que pertencia a BFRE (2%) e a um investidor canadense, que detinha 98% da carteira, mas que por contrato de confidencialidade não teve o nome divulgado, segundo Rossano Nonino diretor da Brazilian Capital, consultoria que pertence à BFRE e é responsável pela gestão de R$ 2,5 bilhões em fundos.

A carteira tem em seu patrimônio quatro edifícios de escritório no Estado de São Paulo e 29 lojas de varejo distribuídas em 13 Estados brasileiros, todos localizados em centros comerciais, shoppings centers e avenidas comerciais.

Entre as participações mais relevantes do fundo estão as torres de escritório Santa Catarina e Cetenco Plaza - Torre Norte, ambas localizados na Avenida Paulista, em São Paulo, a totalidade de um edifício de escritórios localizado na Alameda Araguaia, em Alphaville (SP), um centro comercial localizado na Rua do Ouvidor, no Rio de Janeiro, e 16 lojas âncoras situadas nos principais shoppings centers do País, das quais 15 estão locadas pela C&A Modas e mais 11 lojas de rua, também alugadas pela rede de vestuário.

O portfólio do fundo possui um total de 122.145,97 m? de área bruta locável (ABL), e encontra-se 99,56% locado. Segundo comunicado divulgado pela BR Properties, o objetivo da aquisição é a expansão no mercado imobiliário no segmento de edifícios comercias e lojas de varejo. No leilão realizado na Bovespa, a compra foi feita pelo preço mínimo estipulado pelo Banco Ourinvest. Não houve ágio. Cada cota foi vendida por R$ 160,30.

O fundo foi constituído em 2006 pela BFRE em parceria com o investidor canadense. Quando foi criado o fundo, já se previa que em um período de quatro anos a carteira seria vendida, como uma estratégia de reciclagem dos ativos.

A holding BFRE vai usar o dinheiro da venda do fundo para novos investimentos no setor imobiliário, afirma Nonino. O Banco Ourinvest vai continuar sendo o administrador da carteira.

No mesmo comunicado, a BR informa, ainda, que emitiu uma Cédula de Crédito Bancário (CCB), no valor de R$ 100 milhões, com prazo de vencimento de 30 dias, tendo como credor o Banco Bradesco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

  • O Pix é seguro? Veja dicas de especialistas sobre o sistema de pagamentos
  • 13º salário: quem tem direito, datas e como a pandemia pode afetar o cálculo
  • Renda básica: o que é, quais os objetivos e efeitos e onde é aplicada

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.