Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bradesco amplia a 30 anos prazo de crédito imobiliário

O Bradesco anunciou hoje a elevação do prazo máximo de financiamento imobiliário de 25 anos para 30 anos para as operações feitas dentro do Sistema Financeiro da Habitação (SFH). Além disso, a instituição reduziu a taxa de juros de 10% para 8,9% ao ano mais a Taxa Referencial (TR) para os contratos pós-fixados e imóveis novos ou usados com valor de avaliação de até R$ 120 mil. Segundo o Bradesco, essa taxa equivale a 0,8% ao mês mais TR e é a menor do mercado para imóveis nessa faixa de renda e financiados com recursos da poupança.

AE, Agencia Estado

25 de maio de 2009 | 12h06

Outras linhas pós-fixadas para o financiamento imobiliário também tiveram a taxa reduzida. Para imóveis residenciais de R$ 120 mil a R$ 500 mil, a taxa caiu de 11% para 10,9% ao ano, mais a variação da TR. Nesse caso, o financiamento pode chegar a até 80% do valor de venda ou avaliação do imóvel e o cliente pode comprometer até 30% de sua renda líquida. No caso de imóveis comerciais para pessoas físicas, a taxa passou de 16% para 14% ao ano mais a TR.

No primeiro trimestre deste ano, o Bradesco destinou R$ 654,6 milhões para o financiamento imobiliário, o que representou 5.307 imóveis. Essa carteira de crédito era de R$ 5,519 bilhões no fim de março, o que representa um crescimento de 46,7% em um ano e de 1,7% ante o estoque de dezembro do ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
imóveiscréditoBradesco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.