Bradesco compra Zogbi por R$ 650 milhões

O Bradesco divulgou hoje fato relevante informando que a compra do Banco Zogbi ocorreu por meio de sua subsidiária Banco Finasa S/A, pelo valor de R$ 650 milhões. O negócio envolve a totalidade do capital social do Zogbi e das empresas Promovel Empreendimentos e Serviços Ltda., Zogbi Leasing S.A. Arrendamento Mercantil e Zogbi Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. Segundo o Bradesco, as instituições Zogbi atuam há mais de 40 anos na atividade de financiamento, mantendo forte presença nas áreas de crédito direto ao consumidor, pessoal, cartão e veículos.De acordo com o banco, a aquisição representa importante passo estratégico em um setor com grande potencial de crescimento. "As atividades das Instituições Zogbi são altamente complementares àquelas desenvolvidas pelo Finasa e Banco Postal e sua integração permitirá o fortalecimento do Bradesco, com expansão imediata nesses segmentos em todo o Brasil, propiciando ganho de escala e maximizando o retorno do investimento dos seus acionistas." O Bradesco disse ainda que a base de clientes das instituições Zogbi possibilitará a ampliação da oferta de produtos de varejo, desde conta corrente até produtos de seguro, previdência complementar e capitalização.Serviços do Zogbi continuarão "de forma habitual"O Bradesco informou ainda que todos os serviços oferecidos pelas instituições Zogbi aos seus clientes "continuarão a ser realizados da forma habitual". A compra da instituição está subordinada à aprovação das autoridades competentes e à conclusão de due diligence a ser realizada durante este mês. Em 30 de setembro passado, os ativos do grupo Zogbi totalizavam R$ 833 milhões; as operações de crédito, R$ 520 milhões; e o patrimônio líquido, R$ 335 milhões. Confira abaixo outros dados das instituições Zogbi, conforme comunicado do Bradesco: 1,5 milhão de clientes ativos e cerca de 4 milhões de clientes cadastrados;1,2 milhão de cartões;67 lojas próprias de financiamento ao consumidor e mais de 11 mil estabelecimentos afiliados aptos para operar os produtos de Crédito Direto ao Consumidor - CDC e Cartão;Sistemas operacionais integrados, desenvolvidos nos últimos 20 anos, utilizando tecnologia de última geração e amplo potencial de crescimento;Grupo de profissionais com profundo conhecimento desse mercado;Larga experiência na concessão de crédito para clientes de baixa renda;Atuação concentrada no Estado de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.