Bradesco cria companhia de Asset Management

O Bradesco acaba de enviar comunicado à Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) informando que está constituindo uma empresa dedicada à gestão de recursos de terceiros, a Bradesco Asset Manegement (BRAM). A nova empresa atenderá a diversos segmentos, como varejo, corporate, private e investidores institucionais. Inicialmente, a BRAM contará com R$ 57 bilhões de recursos administrados, pertencentes a 2,5 milhões de clientes no Brasil. O diretor vice-presidente do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco, afirma que a BRAM nasce com 15% do mercado em recursos administrados, ou R$ 57 bilhões. "Lideramos cinco das oito categorias de administração de carteiras." São elas: previdência privada aberta (R$ 9,3 bilhões), seguradoras (R$ 1,8 bilhões), companhias de capitalização (R$ 6,5 bilhões), "corporate" (R$ 6,8 bilhões) e fundos de varejo (R$ 32,7 milhões. De acordo com o executivo, a Bram não é líder em private, fundos externos e de previdência fechada. "Temos 2,5 milhões de clientes e estamos olhando para um mercado que possui 15 milhões de pessoas com investimentos em fundos", comentou. Trabuco ressaltou que essa indústria é uma das que mais cresce no exterior. No Brasil, o crescimento foi de 368% entre 1995 e 2000, para R$ 289,6 bilhões.

Agencia Estado,

06 de abril de 2001 | 07h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.